domingo, 20 de janeiro de 2008

Riqueza Espanhola







Situada na Península Ibérica, parte integrante do Velho Continente e possuidora de uma grande riqueza cultural, a Espanha encanta e fascina. Com o domínio das navegações, tornou-se responsável pela colonização da maior parte do Continente Americano. Países com o México, Cuba, Honduras, Porto Rico, Guatemala, El Salvador, República Dominicana, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Venezuela, Equador, Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai são exemplos de colonização espanhola, difundindo assim o castelhano (idioma imposto pelo domínio do Reino de Castela). A Espanha também produziu grandes pintores, que com muita ousadia e talento são responsáveis por uma parte da riqueza cultural da humanidade. Pintores como Salvador Dalí, Miró, Picasso, Goya e Velazquez, são um bom exemplo desse acervo. Na cidade de Madri, se encontra um dos maiores muses de arte do mundo - O Museu do Prado. Foi nesse local que fui apresentado à genialidade de Velazquez e confesso ter sido conquistado pelo magnífico trabalho desse espanhol. Seu quadro intitulado "Meninas" é absurdamente fascinante. De grandes dimensões, e rico em detalhes, essa obra te absorve, enebria e sem perceber fiquei horas contemplando e tentando desvendar toda essa concentração de talento materializado em pinceladas de cores e formas. Somente uma outra obra despertou tantas sensações como essa tela de Velazquez - o teto da capela Sistina de Michelangelo. o Prado foi somente um pequeno momento maravilhoso de tantos outros que vivenciei nesse país e que relatarei em um próximo momento.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

O Fascínio das Grandes Civilizações


Desde muito jovem, a história das grandes civilizações me fascinaram. Cresci lendo sobre os fenícios, egípicios, mouros, romanos, persas, gregos, macedônios e espartanos. Para minha felicidade, Holywood sempre procurou retratar nas grandes telas a odisséia de grandes guerreiros como Ulisses, Marco Antônio, Alexandre, Ramsés e tantos outros heróis imortalizados pelos seus feitos. Comecei o ano relendo a biografia de Alexandre - O Grande, e confesso que cada vez que mergulho na história desse rei macedônio, mais me encanto com a figura do guerreiro e suas conquistas. Viajar no universo das glórias e feitos desse "Deus humanado"(denominação dada à Alexandre nos manuscristos de Calístenes), é constatar que o ser humano, quando direciona sua vida para a conquista de seus ideais, nada o impede. Alexandre foi um visionário, extremamente benevolente com os reinos que conquistou; sábio em suas decisões; diplomático em lidar com os líderes conquistados; humano com seus soldados; humilde para aprender sempre a cultura das regiões por onde passou e acima de tudo, extremamente apaixonado pela vida. O cinema recentemente retratou, de forma abrangente e épica, as conquistas, os amores, os conflitos desse grande rei. Tendo Colin Farrel no papel de Alexandre, Angelina Jolie como Olímpia (mãe de Alexandre), e Val Kilmer como o rei Felipe (pai de Alexandre), Oliver Stone soube trabalhar de forma inesquecível, um dos grandes momentos da história da humanidade. Ao visitar o Louvre em París no ano de 1999, saboreei um pouco da cultura macedônia e persa, com seus touros alados, seus deuses e tantas outras informações ali expostas, para o meu deleite (a foto acima registra esse momento). Continuo minha viagem literária à cultura macedônia, convidando a todos a conhecer melhor a história desse homem, que de forma precoce se tornou rei, perpetuado pelas cidades que fundou (todas chamadas de Alexandria) e eternizado pelos seus feitos na história da humanidade.

As Pintoras

Durante a montagem do meu ambiente na Casa Cor Brasília 2013, tive a oportunidade de conhecer duas grandes profissionais na área de efeitos...